Arquivo da tag: Maquinótico

NAMING – Criação de nomes para empresas

Muitas empresas nos procuram para desenvolver assinatura e identidade visual. Boa parte delas já tem um nome, escolhido pelos idealizadores, nos deixando a atribuição de trabalhar a parte visual do projeto.

Esses nomes podem ser um acrônimo, sobrenome da família ou uma descrição direta do negócio, existe uma vasta gama de inspirações para nomear um novo negócio (ou renomear um antigo). Entretanto, pensando em um projeto completo e ideal de marca, a recomendação é que a escolha do nome esteja sujeita ao mesmo processo criativo aplicado à parte visual, seguindo as diretrizes do mesmo briefing. Este procedimento é chamado de naming.

Aqui no estúdio tivemos a oportunidade de desenvolver alguns projetos de marca de forma completa, veja nos exeplos.

todos

O projeto de naming segue, inicialmente, as etapas padrão do processo de criação:

    1. 1. Pesquisa;
    2. 2. Brainstorming;
    3. 3. Filtragem;
    4. 4. Sondagem;
    5. 5. Análise;
    6. 6. Apresentação ao cliente;

 

Contudo, há alguns detalhes específicos neste passo-a-passo quando aplicado ao processo de naming, e se dão entre as etapas de sondagem e filtragem. Após uma série de pesquisas e seleção de algumas possibilidades, é preciso afunilar o procedimento.

    1. 1. E quais seriam os critérios?
    2. 2. Deve exprimir a essência da empresa;
    3. 3. Deve ser fácil de pronunciar (afinal, além de entender, você quer que as pessoas se lembrem do nome da sua empresa);
    4. 4. Deve estar disponível para registro no INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial;
    5. 5. Deve preferencialmente estar disponível para registro de URL;

OBS: Uma dica é também verificar se este nome não reproduz significados indesejados quando pronunciado ou lido em outra língua, ou até mesmo resultar em dupla interpretação negativa, nunca se sabe!

 

Por que isso é tão importante?

Se a marca tem personalidade para o cliente, promove identificação e produz diversas emoções, para a empresa, nomeá-la é como dar nome a um filho! Este nome a representará em sua finalidade e essência durante toda sua trajetória, é preciso pensar com cuidado.

Para exemplificar um processo de naming, vamos utilizar o projeto desenvolvido para os nossos parceiros do Maquinótico – Fábrica de Imagens.

_Apresentação_Maquinótico_01

O Maquinótico foi idealizado para cumprir as mais diversas demandas no que se trata de produção de imagens, desde locação de estúdio, serviços fotográficos, impressão fine-art à cursos de fotografia e ilustração. A ideia inicial era a de que o Maquinótico fosse mais do que um negócio, mas um fomentador do segmento na região.

 

E como chegamos a este nome?

Para expressar o conceito, e a promessa do projeto, unimos as palavras “máquina” e “ótica”. A primeira representa a parte pragmática, o serviço, a estrutura e a tecnologia. A segunda diz respeito ao cerne deste trabalho, ótica faz referência à visão, pois nos valemos dela para perceber tudo o que é produzido pela empresa.

_Apresentação_Maquinótico_02

Posteriormente, realizamos a pesquisa de disponibilidade para os devidos registros: tudo liberado! A partir daí foi receber a aprovação do cliente e dar seguimento ao projeto.
Unindo nome à assinatura e identidade visual, inspirados na pegada Steam Punk, o resultado foi este:

_Apresentação_Maquinótico_03

_Apresentação_Maquinótico_08

Publicado em Design estratégico, Identidade corporativa, Identidade Visual | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,